quinta-feira, 18 de abril de 2013

ATO DE CONTRIÇÃO

O sacramento da confissão

Ao se confessar o homem reconcilia-se com Cristo
Imagem de Destaque
 

Após abordarmos os sacramentos da iniciação cristã (batismo, confirmação - crisma e Eucaristia), iniciaremos a segunda categoria dos sacramentos, chamados de cura (penitência – confissão e a unção dos enfermos). Trataremos, neste artigo, a respeito do primeiro sacramento de cura: a penitência, também chamado de sacramento da reconciliação, perdão, confissão e conversão.

Os batizados são chamados a viver esse sacramento, pois embora no batismo o homem seja liberto do pecado, arrebatado da morte e destinado a uma vida na alegria dos redimidos, à nova vida da graça, recebida neste sacramento, a fragilidade da natureza humana e a inclinação para o pecado (isto é, a concupiscência) não foram suprimidas. Desta forma, Cristo instituiu o sacramento da confissão para a conversão dos batizados, os quais d’Ele se afastaram devido ao pecado.

O sacramento da reconciliação foi instituído pelo Senhor, na tarde de Páscoa, quando apareceu aos apóstolos e lhes disse: «Recebei o Espírito Santo; àqueles a quem perdoardes os pecados serão perdoados, e àqueles a quem os retiverdes serão retidos» (Jo 20, 22-23). O próprio Jesus perdoou os pecados de muita gente, para o Senhor isso era mais importante que fazer milagres. Ele via aí o maior sinal da irrupção do Reino de Deus, em que todas as feridas são curadas e todas as lágrima enxugadas. O Senhor transmitiu aos Seus apóstolos a força do Espírito Santo, na qual Ele perdoava os pecados. Dessa forma, quando nos dirigimos a um sacerdote para confessarmos os nossos pecados caímos nos braços do nosso Pai celeste.
 
ATO DE CONTRIÇÃO
 
Ó meu Deus, eu realmente me arrependo por ter Te ofendido,
e eu detesto todos os meus pecados, por causa das Tuas punições,
mas acima de tudo,
pois eu O ofendi, meu Deus,
Tu que és tão bom e merecedor de todo meu amor.
Estou convencido a mudar,
com a ajuda da Tua graça,
para não mais pecar e evitar as tentações do Diabo.

Um comentário:

  1. VAMOS NOS CONFESSAR POIS A CONFIÇÃO CURA O HOMEM DO CORPO E DA ALMA.

    ResponderExcluir